Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Notícias do Metro do Porto

MAIS DE 60 MILHÕES DE CLIENTES

04 Janeiro 2018

MAIS DE 60 MILHÕES DE CLIENTES

Untitled 2 1 980 2500

O Metro do Porto alcançou em 2017 o melhor registo de procura de sempre, ultrapassando pela primeira vez na sua história a marca dos 60 milhões de clientes anuais. De acordo com os primeiros dados, ainda preliminares, o Metro do Porto registou no ano passado um aumento de mais de 2,6 milhões de clientes – totalizando 60,6 milhões de validações, o que corresponde a um crescimento de 4,5 por cento face aos 58 milhões de 2016. O ano de 2017 veio, portanto, estabelecer um novo recorde absoluto de procura.
Uma análise fina aos números evidencia que todas as todas as linhas da rede deram um contributo positivo para o crescimento, com destaque, em termos absolutos, para o tronco comum Senhora da Hora – Estádio do Dragão (responsável por quase 50 por cento do aumento das validações, com um acréscimo de cerca de 1,3 milhões de clientes) e para a Linha Amarela (que representa um terço dessa subida, com mais de 800 mil novos clientes).
Em termos percentuais, a Linha Violeta (E), que serve o Aeroporto do Porto, foi a que mais cresceu (11%), obtendo aproximadamente 100 mil validações adicionais. De acordo com estes dados, estima-se que em 2017 mais de 1,9 milhões de pessoas tenham utilizado o Metro em deslocações de e para o Aeroporto.
As restantes linhas, Azul (A), com 5,8%, Vermelha (B), com 2,8%, Verde (C), com 2,9%, e Laranja (F), com 4,6% tiveram igualmente desempenhos bastante positivos.
O crescimento foi razoavelmente estável durante todo o ano e verificou-se em praticamente todos os meses. Todos os trimestres tiveram comportamento positivo face ao período homólogo – 1º trimestre +7,9%; 2º trimestre +2,1%; 3º trimestre +4,9%; 4º trimestre +3,3%.
Não obstante alguns problemas de oferta sentidos durante o ano – e que resultaram da obrigação de efetuar operações de manutenção profunda nas 72 composições da frota Eurotram -, foi possível corresponder à tendência continuada de crescimento da procura.
Jorge Delgado, presidente do Conselho de Administração da Metro do Porto, analisa os números alcançados em 2017 num quadro de “aumento da atividade económica e do emprego na Área Metropolitana do Porto, o que gera maiores necessidades de mobilidade aos cidadãos, e também de crescimento do turismo”, destacando “a elevada qualidade do serviço e a fiabilidade, que são os principais fatores que fazem do Metro uma referência de confiança”.
Numa altura em que se prepara o arranque da expansão da rede - com o desenvolvimento dos projetos para a nova Linha Rosa (S. Bento/Hospital de Santo António/Galiza/Casa da Música) e para o prolongamento da Linha Amarela (de Santo Ovídio até Vila d’Este) -, e em que se iniciará um novo contrato de subconcessão para a operação e manutenção do sistema (a partir de Abril), Jorge Delgado entende que “o recorde absoluto de procura alcançado em 2017 reforça a linha de crescimento que o Metro apresenta praticamente desde o primeiro ano de operação. É um resultado notável, mas que apenas faz aumentar a nossa responsabilidade e nossa exigência no sentido de continuar a prestar um serviço de muita qualidade à população. Por outro lado, estes números, a somar aos estudos técnicos muito profundos e às decisões tomadas pelo Governo e, em concreto, pelo Ministério do Ambiente quanto à expansão da rede, são mais um dado que contribui para as expectativas que todos temos quanto à justificação e à viabilidade económica das novas linhas”.