Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Notícias do Metro do Porto

55 milhões escolhem o Metro

20 Setembro 2011

55 milhões escolhem o Metro

20110920180829250332 1 980 2500
Nova linha, veículos inovadores, níveis de satisfação dos clientes e o comportamento ecológico exemplar pautam o sucesso do crescimento sustentável do Metro do Porto.

O Metro do Porto alcançou resultados positivos ao nível do desenvolvimento sustentável e preocupações ambientais e sociais, ao longo do ano de 2010. Os indicadores constam do relatório de sustentabilidade da sociedade, principal indicador do desempenho económico, social e ambiental da empresa que já transportou 279 milhões de passageiros desde 2003.

55 milhões é o número de passageiros que o Metro do Porto transportou no ano de 2010. O indicador revela um aumento da procura do Metro como transporte habitual na ordem dos 2% e um incremento de 3,6% na receita da empresa, face ao ano anterior.

A satisfação dos clientes que elegeram o metro como transporte regular é evidente nos 81 pontos do índice de satisfação global dos clientes, representando uma subida de 0.2 face a 2009. Segundo o estudo do perfil dos clientes, o público que circula dia-a-dia no Metro conta com mais pessoas do sexo feminino (63%) e mais população residente no Porto. A população jovem continua a dominar mas, no último ano, houve um aumento da representatividade dos clientes com mais de 45 anos. O número de clientes da classe média aumentou significativamente, passando a ser a classe preponderante.

2010 fica marcado pela conclusão da Linha Laranja (que liga a Estação da Senhora da Hora à Estação de Fânzeres). A rede do metro do Porto passa a contar com mais 6,8 km, 10 estações e 4 parques de estacionamento gratuitos. O Metro estendeu-se ao concelho de Gondomar e contribui significativamente para a melhoria da mobilidade dos seus habitantes.

Fortes preocupações ecológicas marcaram a construção da Linha Laranja, onde foram plantadas mais de 2.200 árvores e recolhidas e enviadas para devido tratamento 120 mil toneladas de resíduos. Durante o ano de 2010, o consumo de água em toda a rede diminuiu 8,6% face ao ano anterior e a utilização do Andante, cartão reutilizável, permitiu que se evitasse o abate de 425 árvores.

A redução de emissões de CO2e, os ganhos de tempo dos utilizadores no Metro e a redução da pressão sobre o estacionamento nos 7 municípios servidos pela rede expressam-se em 153 milhões de euros de benefícios sociais e ambientais, valor 2,3% superior ao do ano de 2009.

Em números, a receita proveniente da exploração (receitas de tarifários) atingiu os 31 milhões de euros, mais 1,3% face a 2009 e, do lado dos custos operacionais, apurou-se uma redução de 17%, com uma forte contribuição da redução nos custos de exploração na ordem dos 30%, dada a entrada em vigor, em Abril, da nova subconcessão para a operação e manutenção do Sistema. Segundo o presidente do Metro do Porto, Ricardo Fonseca, "Valores como os que alcançamos em 2010 (…) comprovam que um sistema de transporte público moderno e eficaz como o Metro Ligeiro tem potencial para conquistar mercado, para crescer e para atingir patamares de racionalidade e de equilíbrio económicos na sua exploração" .