Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Notícias do Metro do Porto

Expansão do Metro tem 15 propostas

26 Maio 2020

Expansão do Metro tem 15 propostas

Nes26mai20 1 980 2500

Foram hoje abertas as propostas dos concorrentes à expansão da rede do Metro do Porto, verificando-se uma elevada concorrência, com 15 propostas em disputa pela realização deste investimento global de 365 milhões de euros. Vai agora decorrer a análise das propostas, prevendo-se que, cumprindo todos os prazos legais e após adjudicação, as obras arranquem no segundo semestre deste ano. Vêm aí mais seis quilómetros e sete novas estações de Metro, no Porto e em Vila Nova de Gaia.

Concluído ontem, 25 de Maio, o prazo de entrega de propostas, as mesmas foram abertas esta manhã, constatando-se a existência de seis propostas para a construção da Linha Circular (Linha Rosa), Aliados/Praça da Liberdade – Casa da Música/Boavista e de nove propostas para a empreitada de extensão da Linha Amarela desde Santo Ovídio a Vila d’Este. Todas apresentam valores abaixo dos preços base de cada um dos concursos, ao contrário do que se havia verificado nos concursos públicos anteriores para as mesmas empreitadas (e que foram concluídos em Março deste ano).

Segue-se o trabalho de avaliação das propostas por parte dos júris de ambos os concursos, após o que será possível tomar decisões de adjudicação, celebrar contratos e arrancar com as obras.

Recorde-se que, nos anteriores concursos públicos lançados pela Metro do Porto, nenhum dos concorrentes havia apresentado propostas válidas. Em consequência, a Metro do Porto solicitou ao Governo um reforço de verba, pedido que, através de Resolução, o Conselho de Ministros aprovou, permitindo que, em tempo recorde, novos procedimentos concursais fossem lançados.

Os valores de investimento da expansão da rede do Metro são de 235 milhões de euros para a Linha Rosa e de 130 milhões de euros para o prolongamento da Linha Amarela. A Linha Rosa (Circular) integrará quatro estações e cerca de três quilómetros de via, ligando S. Bento/Praça da Liberdade à Casa da Música, servindo o Hospital de Santo António e a Praça de Galiza. Já a extensão da Linha Amarela permitirá construir um troço com três estações e cerca de três quilómetros, que ligará Santo Ovídio a Vila d’Este. As empreitadas vão decorrer entre 2020 e 2023.