Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Notícias do Metro do Porto

METRO DO PORTO VAI COMPRAR 18 NOVAS COMPOSIÇÕES

21 Dezembro 2018

METRO DO PORTO VAI COMPRAR 18 NOVAS COMPOSIÇÕES

Frota 660x260 1 980 2500

INVESTIMENTO DE 56,1 M€ É SIMULTÂNEO À CONSTRUÇÃO DAS NOVAS LINHAS

O Metro do Porto lançou hoje um concurso público internacional para a aquisição de 18 novos veículos. Este procedimento tem o valor de referência de 56,1 milhões de euros, relativo ao fornecimento dos veículos e à sua manutenção por um período de cinco anos. As propostas dos candidatos a fornecer as composições tem que ser apresentadas até 29 de abril de 2019. Com este investimento, a frota do Metro do Porto passará a contar com 120 unidades.

Os novos veículos do Metro do Porto deverão estar preparados para operar comercialmente nas diversas linhas da rede, cumprindo todas as normas operacionais e de segurança. O caderno de encargos prevê que a sua lotação mínima seja de 240 lugares, dos quais 60 serão obrigatoriamente sentados. As composições têm que ter duas cabines e ser bidirecionais (como as atuais), atingindo uma velocidade máxima igual ou superior a 80 km/hora.

Os concorrentes têm agora cerca de 4 meses e meio, até 29 de abril, para apresentar as suas propostas, que serão avaliadas de acordo com uma metodologia que integra três critérios: o preço (que pesa 25%), a valia técnica (40%) e a capacidade, conforto e acessibilidade (35%). Após a decisão quanto ao vencedor do concurso e depois de assinado o contrato, os novos metros começarão a ser entregues entre dois anos e dois anos e meio mais tarde. Ou seja, a partir de 2021/2023, sensivelmente ao ritmo de um por mês.

Aliás, esta operação de reforço da frota do Metro prende-se com o avanço do alargamento da rede, que terá uma nova linha no Porto - entre S. Bento e a Casa da Música, a Linha Rosa -, e que verá a Linha Amarela prolongada a sul, entre Santo Ovídio e Vila d’Este, em Vila Nova de Gaia. As empreitadas para as novas linhas devem arrancar no final de 2019, sendo que as obras de construção vão decorrer até 2023. As novas linhas do Metro vão acrescentar 5,6 quilómetros e sete estações à rede, representando um investimento global na ordem dos 300 milhões de euros.

Jorge Delgado, presidente do Conselho de Administração da Metro do Porto, considera que “este concurso é muito importante para garantir a qualidade do desempenho do Metro num cenário de forte aumento da procura. Até porque, com as novas linhas, vamos ter mais 10 milhões de clientes por ano a partir de 2023. Os novos veículos vão permitir que possamos responder com fiabilidade, total segurança e qualidade aos desafios de crescimento que se colocam.”

A frota do Metro do Porto é hoje constituída por 102 veículos: 72 do tipo Eurotram e 30 do tipo Tram-train. O Metro do Porto opera em sete concelhos uma rede de 6 linhas, 67 quilómetros e 82 estações, utilizada por mais de 60 milhões de clientes por ano.