Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Sistema Metro do Porto

Comunicação

A política de Comunicação do Metro do Porto concentra esforços na procura de uma relação de proximidade com todos os seus clientes, sejam eles utilizadores da rede ou pessoas residentes junto das frentes de obra.

O Metro do Porto foi a primeira empresa nacional, em 1999, a deliberar o pagamento de indemnizações aos comerciantes afectados pelos trabalhos de construção e a promover o realojamento de todos os cidadãos que, nas imediações das obras, não dispõem de condições de habitabilidade.

Graças à introdução desta política é possível manter relações de confiança, colaboração e cooperação com as pessoas, superando as dificuldades inerentes à realização de larguíssimas obras de requalificação urbana ou à construção, por vezes demorada e sempre complexa, de túneis e estações subterrâneas.

A comunicação personalizada, por carta, correio electrónico, telefone ou pessoalmente, com os moradores é uma realidade que beneficia o desenvolvimento do projecto e que conta, também, com o envolvimento directo dos responsáveis por cada uma das frentes de obra. Acima de tudo, importa-se em prestar informação detalhada sobre as especificidades da obra e manter actualizados os dados relativos aos métodos construtivos, desvios de trânsito e prazos de conclusão.

Por outro lado, o Metro do Porto promove reuniões e sessões de esclarecimento regulares nas zonas afectadas pelos trabalhos, procurando em conjunto com os residentes estabelecer e concretizar medidas de minimização dos impactos construtivos. Assim, a construção da rede, sobretudo em meios urbanos densamente povoados, acaba por constituir uma obra colectiva.

Igualmente em relação aos clientes do sistema é praticada uma política de máxima informação, por via da disponibilização permanente de todos os dados relevantes da exploração comercial do Metro.

A criação de novos canais – newsletter digital, serviço SMS Metro, canal televisivo Metro TV, etc. –, reforça a proximidade entre operador e cliente, traduzindo-se numa elevada taxa de satisfação com o serviço prestado. Por outro lado, o Metro do Porto aposta na promoção e dinamização de eventos lúdicos e culturais no espaço das estações que integram a rede, criando um «espírito Metro», trazendo valor acrescentado ao transporte público.