Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Notícias do Metro do Porto

80 pontos de satisfação

08 Fevereiro 2011

80 pontos de satisfação

20110208135419996061 1 980 2500
Estudo atesta sucesso do Metro

Rápido, pontual, frequente, cómodo, e acessível são algumas das valências mais elogiadas pelos passageiros do Metro do Porto no Estudo de Perfil e Satisfação do Utilizador do Metro do Porto, realizado entre os dias 17 e 23 de Novembro de 2010 e cujos resultados continuam a evidenciar níveis de satisfação global elevados (77,8).

Encomendado à empresa Domp SA, pelas empresas ViaPorto e Metro do Porto SA, o Estudo de Perfil e Satisfação do Utilizador do Metro do Porto, realizado junto de uma amostra constituída por 1611 indivíduos, confirma a excelência do serviço que tem vindo a ser disponibilizado aos passageiros deste meio de transporte e que se encontra patente nos níveis de lealdade analisados (94,3 pontos) – a grande maioria dos utilizadores vão voltar a utilizar o Metro para efectuar as suas deslocações no Porto, e recomendá-lo a amigos e familiares.

Por outro lado, os resultados reforçam a percepção de um aumento da satisfação e da preferência dos utilizadores do Metro do Porto, não só em relação ao conforto e à limpeza dos veículos e estações, como à disponibilidade, educação e cordialidade dos seus funcionários, factores que reuniram 78,9 e 79,7, respectivamente, da satisfação dos inquiridos.

Por último, de referir ainda os níveis elevados de satisfação dos passageiros do Metro do Porto com as iniciativas de responsabilidade social corporativa da empresa, considerada pela maioria dos inquiridos como benéfica para a sociedade, boa para o ambiente e passível de disponibilizar, no futuro, transporte para um número cada vez maior de pessoas.

A maioria dos passageiros do Metro do Porto é do sexo feminino

O cliente tipo do Metro do Porto é uma mulher (62,7%), de classe média, com menos de 35 anos, solteira e com habilitações médias ou superiores, de acordo com os resultados do Estudo de Perfil e Satisfação do Utilizador do Metro do Porto. Os homens, 37,3% deste universo, são maioritários apenas na Linha que serve o Aeroporto (Violeta – E), na qual correspondem a mais de metade dos utilizadores (55,6%).

De assinalar ainda que são os segmentos mais jovens que tiram maior partido dos benefícios do Metro. Mais de metade dos clientes (52,7%) têm entre 15 e 34 anos. Estes valores explicam a significativa quantidade de estudantes que utilizam o serviço do Metro do Porto, representando já 30,4% do total de clientes.
Em relação às linhas mais procuradas por esta faixa etária, conclui-se que a concentração de estudantes é mais visível na Linha Amarela (D) que, neste segmento, apresenta um valor de 33,4%. Contudo, é a Linha Vermelha (B) que se destaca por ser a mais jovem da rede, uma vez que 38,3% dos clientes que a utilizam têm idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos.

Em termos de nível de instrução, 22,5% da amostra global tem habilitação média/superior e 44,2% tem instrução ao nível do ensino secundário. A Linha Violeta é aquela que apresenta clientes com habilitações mais elevadas (27,8% ao nível médio/superior), seguida da Linha Amarela (26,3% no mesmo indicador).
Os dados relativos à instrução reflectem-se também na aferição da classe social dos clientes. Praticamente um terço (30%) pertence às classes alta e média alta, 36,7% integra a classe média, 23,2% a classe média/baixa e apenas 10,1% são oriundos da classe mais baixa. As classes A/B encontram-se particularmente representadas na Linha Amarela (37% dos clientes).
 
Os hábitos de mobilidade na Área Metropolitana do Porto alteraram-se substancialmente desde a entrada em operação do Metro do Porto. A comprová-lo, o facto de perto de metade (46%) dos clientes do sistema possuírem automóvel próprio e um terço do total (34%) integrar agregados familiares onde existe mais do que um carro.

Naturalmente, a maioria dos clientes do Metro do Porto é residente nos concelhos abrangidos pela rede. No Porto reside 29,4% dos clientes, seguido de Vila Nova de Gaia (19,5%), Matosinhos (16,9%), Maia (7,8%), Gondomar (6,8%), Vila do Conde (4,6%) e Póvoa do Varzim (2,8%). Todavia, a percentagem de clientes de localidades não servidas pelo Metro tem alguma expressão (12,3% do total), com destaque para os moradores em Valongo (2,2%), Santa Maria da Feira (0,8%) e Penafiel (0,7%).

Descarregue aqui a apresentação deste Estudo.