Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Routes of Metro do Porto

Arrancam os Projetos do Metro 3.0

06 Março 2024

Arrancam os Projetos do Metro 3.0

Investimento de 5,5 milhões para desenvolver novas ligações a Gondomar, Maia, São Mamede e Trofa.

O Metro 3.0 dá mais um importante passo no sentido da concretização do projeto que, até 2030, vai acrescentar cerca de 40 quilómetros à rede. Esta manhã, o Conselho de Administração da Metro do Porto aprovou a adjudicação da elaboração dos projetos e dos estudos de impacto ambiental ao consórcio formado pela GRID e pela Ayesa. O investimento agora aprovado no avanço das quatro linhas da nova fase de expansão do Metro do Porto supera os 5 milhões de euros.

O valor de adjudicação dos trabalhos para as linhas ISMAI-Muro-Trofa (ISMAI/Paradela) e Maia II (Roberto Frias/Aeroporto) é de €2.821.899,90 para a solução Maia II em modo metroBus ou €3.226.767,55 para o estudo da mesma ligação em modo metro. Já o montante de adjudicação para as linhas Gondomar II (Dragão/Souto) e de São Mamede (IPO/Estádio do Mar) aprovado pelo CA é de €2.302.453,85.

Quando a prazos, os programas-base, estudos prévios e estudos de impacto ambiental da linhas ISMAI-Muro-Trofa e Gondomar II serão apresentados oito meses após a assinatura do contrato com o adjudicatário. No caso das ligações Maia II e São Mamede o prazo para entrega dos mesmo documentos de projeto é de 19 meses. Sublinhe-se que, no caso da linha Maia II, que vai ligar a rua de Roberto Frias (no Polo Universitário da Asprela, no Porto) ao Aeroporto Internacional do Porto, na Maia, serão desenvolvidos estudos para dois modos – metroBus e metro. Após a receção dos respetivos programa-base e estudos de incidências ambientais, a Metro do Porto decidirá qual das opções deverá avançar para a fase de Estudo Prévio e avaliação ambiental.

Recorde-se que o projeto Metro 3.0 representa um investimento superior a mil milhões de euros e engloba a construção destas quatro novas linhas, envolvendo a passagem por espaços nevrálgicos da Área Metropolitana do Porto, como Gondomar, São Mamede, Trofa ou Maia. Na linha de Gondomar II está prevista a construção de oito novas estações (São Roque, Cerco, Lagarteiro, Lagoa, Valbom, Hospital Fernando Pessoa, Oliveira Martins e Souto) ao longo de 6,9 quilómetros. A linha de São Mamede vai estender-se por 6,55 quilómetros e conta com oito novas estações (Senhora da Hora II, S. Gens, Xanana Gusmão, Elaine Sanceau, Pedra Verde, S. Mamede, ISCAP, IPO II).

Já no que respeita ao traçado ISMAI-Muro-Trofa, a solução é uma combinação de Metro (entre o ISMAI e o Muro) e metroBus (entre o Muro e Paradela, na Trofa). A linha terá 10,22 quilómetros e será servida por sete estações (Ribela, Muro, Serra, Bougado, Pateiras, Trofa Sul e Paradela). Finalmente, na segunda linha da Maia, cujo trajeto chega aos 13,01 quilómetros, prevê-se a construção de 16 novas estações (Verdes II, Ponte de Moreira, Espido, Parque Maia II, Chantre, Catassol, Maninhos, Gueifães, Milheirós, Águas Santas, Caverneira, São Gemil, Giesta, Pedrouços, Hospital S. João II e Roberto Frias). Neste caso, se a opção de modo for o metroBus a extensão em quilómetros para para 14,3 e o número de estações aumentará para 18).