Passar para o Conteúdo Principal
Português|English
a vida de movimento

Notícias do Metro do Porto

21 anos com a Vida em movimento

07 Dezembro 2023

21 anos com a Vida em movimento

Caros utilizadores do Metro do Porto,

O sonho que, na opinião de muitos, era impossível de concretizar, tornou-se real há exatamente 21 anos: o Sistema de Metropolitano da Área Metropolitana do Porto entrou em ação. Na altura, através da Linha Azul (A), que funcionava entre as estações do Senhor de Matosinhos e da Trindade. Muito mais se seguiria até chegarmos aos dias de hoje.

Para trás ficaram tempos de incerteza e obras colossais que desafiavam a morfologia dura, granítica e heterogénea do subsolo do Porto. Mais resistente revelou-se, no entanto, a perseverança e resiliência de todos os responsáveis envolvidos neste grande projeto, inclusive antes da fundação da Metro do Porto, S.A., em 1994. O know-how e a tecnologia ao dispor trataram do resto.

Entre a abertura formal do primeiro estaleiro de obra, em Campanhã, no ano de 1999, à inauguração da Estação VC Fashion Outlet – Modivas (a última a ser criada), em 2017, a rede de Metro foi-se estendendo ao longo de 67 km’s (dos quais 7,7 km’s em túnel) e 82 estações. A Linha Azul ganhou a companhia de mais cinco: a Vermelha (B), a Verde (C), a Amarela (D), a Violeta (E) e a Laranja (F). Ao Porto e a Matosinhos juntaram-se os municípios de Vila Nova de Gaia, Maia, Gondomar, Vila do Conde e Póvoa de Varzim.

Em 21 anos, Metro do Porto transportou mais de mil milhões de passageiros

Inaugurado a 7 de dezembro de 2002, com a abertura do troço da Linha Azul (A) entre as estações da Trindade e do Senhor de Matosinhos, o sistema de Metro do Porto tem nestes 21 anos de atividade um forte impacto direto na vida dos cidadãos. Os números falam por si. Desde o início da operação até ao final do passado mês de novembro, atingiu-se um total de 1.031,2 milhões de validações. Neste ano de 2023 e embora estejamos ainda no início do mês, de resto, foi já superado o recorde anual de procura, com mais de 72 milhões de pessoas a viajar a bordo dos veículos do Metro (2019 havia sido o melhor período até aqui, com 71,5 milhões de validações). Ao todo, no mesmo hiato temporal, foram percorridos mais de 133 milhões de quilómetros - o equivalente a 3.325 voltas completas ao planeta Terra -, sempre com o intuito de servir a população. De resto, não é de admirar que o inquérito realizado aos clientes tenha mostrado uma percentagem altíssima (acima de 85%) de satisfação com o serviço em geral.

A par disto, estão os ganhos ambientais onde os números são igualmente assinaláveis: menos 55 mil toneladas anuais de CO2 que deixaram de ser emitidas por causa da crescente utilização do Metro; mais de 200 mil metros quadrados de áreas verdes e mais de 5 mil árvores plantadas no âmbito de obras de requalificação urbana complementares à rede.

O futuro começa hoje

Mas se estes 21 anos nos enchem de satisfação pelos resultados averbados, é no futuro que se encontra o centro das nossas atenções. Já no final deste ano dá-se por terminada a empreitada de extensão da Linha Amarela, entre Santo Ovídio e Vila d’Este, e, para o ano, fica concluída a obra da Linha Rosa (G), entre São Bento e a Casa da Música. Também em 2024, arrancam os trabalhos para a construção da Linha Rubi – a nova linha de Gaia, que une a Casa da Música a Santo Ovídio e implica a construção de uma nova ponte sobre o Douro. Por fim, vamos inaugurar uma nova modalidade de transporte no país: o metroBus, que vem garantir a ligação da Boavista à Praça do Império e à Rotunda da Anémona.

Às pessoas que vieram e às que partiram entretanto, às que vão e vêm e às que hão de vir só nos resta uma palavra de agradecimento e a garantia de que vamos continuar a servi-las em cada estação das suas vidas.

Um forte abraço do vosso fiel companheiro,

Metro do Porto